Adeus Chuck.


Charles Edward Anderson Berry, ou Chuck Berry, nascido em 18 de Outubro de 1926, guitarrista, cantor e compositor americano, sendo, também, um dos pioneiros do rock and roll. Criador das célebres músicas "Maybellene", "Roll Over Beethoven", "Rock and Roll Music" e "Johnny B. Goode", Chuck Berry aperfeiçoou e desenvolveu o rhythm and blues, tornando-o um do principais elementos que fizeram do rock and roll um estilo de música tão distinto, com letras focadas na vida adolescente, além da ênfase ao consumismo, sempre utilizando solos de guitarra e um carisma conhecido, que seria uma grande influência na música rock dos artistas que o seguiram.

Berry nasceu em uma família de classe média, em St. Louis, Missouri, e demonstrou desde cedo um curioso interesse na música, fazendo sua primeira apresentação musical no próprio colégio em que estudava, o Sumner High School. Durante sua vida de estudante do ensino médico, Berry cumpriu pena na prisão, por um assalto à mão armada, ficando encarcerado de 1944 e 1947. Ao ser libertado, Berry decidiu constituir uma família, se casou e arrumou um emprego numa fábrica de montagem de automóveis. Já no começo de 1953, já sob influência da música e do estilo musical de T-Bone Walker, Berry começou a realizar apresentações noturnas junto com o tio Johnnie Johnson. A vida do jovem desconhecido guitarrista começou a mudar em Maio de 1955, quando ele conheceu Muddy Waters, quem lhe colocou em contato com a Gravadora Chess, e dando início uma época de grande sucesso, criando suas músicas mais conhecidas. Seria preso novamente em 1959, por empregar uma adolescente apache de 14 anos, em sua casa noturna.



Novamente solto em 1963, não conseguiu alcançar a glória de outrora, mas ainda vivia uma vida de razoável sucesso lançando algumas músicas novas. Desde então, Chuck Berry preferiu se dedicar aos seus sucessos clássicos ao invés tentar criar novas canções.
No início de sua carreira, Chuck Berry recebeu forte influência de artistas como King Cole, Louis Jordan, além de Muddy Waters, a pessoa que, posteriormente, seria responsável por apresentá-lo aos produtores da gravadora Chess. Existe muita polêmica no que diz respeito ao criador (ou criadores) do rock and roll, por ser um ritmo criado com a junção de diversos outros estilos musicais como blues, folk e country, mas, sem dúvida alguma, Berry foi um dos primeiros a fazer essa mistura funcionar em harmonia. A gravação de "Maybellene", em 1955, ficou marcada por ser uma das primeiras a sintetizar perfeitamente o que viria a ser o ritmo rock and roll, convergindo os ritmos já citados, com a letra juvenil, que seria um tema central das músicas de rock da época, com assuntos relacionados a garotas e carros, sempre contendo impecáveis solos de guitarra.

A maioria dos grandes hits de Berry foram gravados na própria Chess, com as participações do pianista Johnnie Johnson, o baixista Willie Dixon e o baterista Fred Below, dando base para o que viria a se formar a constituição básica de uma banda de rock and roll. Chuck também ficou conhecido por sempre viajar em tours sozinho, acompanhado apenas de sua guitarra Gibson. Todas as vezes em que chegava numa cidade, procurava, e encontrava, alguma banda que era capaz de tocar os seus sucessos.



Por sua vez, Chuck Berry também foi responsável por influenciar gerações inteiras de músicos, principalmente bandas de rock. Teve músicas regravadas por grandes bandas inglesas, como os Beatles, Animals e Rolling Stones, que, assumidamente, se basearam totalmente no estilo musical de Berry. Foi eleito pela revista Rolling Stone o 5º maior artista da música de todos os tempos, e foi considerado o 7° melhor guitarrista do mundo pela mesma revista.


Sua marca no gênero foi tão grande que certa vez John Lennon, dos Beatles, falou: "Se você tiver de dar outro nome ao rock'n'roll, poderia chamá-lo de Chuck Berry".

Em outubro, ao completar seus 90 anos de idade, Berry anunciou através das redes sociais seu primeiro álbum desde 1979. O álbum "Chuck" estava previsto para ser lançado em 2017 com músicas novas escritas e gravadas pelo músico.



Ele dedicou o disco à sua esposa, Themetta "Toddy" Suggs , com quem viveu durante os últimos 68 anos. "Querida, estou ficando velho! Trabalhei durante muito tempo neste disco. Agora posso pendurar as chuteiras", disse o cantor.

Berry morreu no último sábado 18 de Março e deixa sua mulher e seus quatro filhos, Ingrid, Aloha, Charles Jr. e Melody.

Go, Chuck, Go.

Fonte: InfoEscola
Por: Gabriella Porto

Comentários

Postagens mais visitadas