Diretora da Via Funchal nega que casa tenha sido vendida


A diretora artística da Via Funchal, Sueli Almeida, desmentiu a nota da colunista Sonia Racy, do jornal O Estado de S. Paulo, que informou que o espaço teria sido vendido à incorporadora Toledo Ferrari pelo preço de R$ 100 milhões. “É verdade que há muitas construtoras interessadas, mas nenhuma venda foi efetuada até agora”, garantiu.

Segundo a diretora, o fato de ser uma região bastante valorizada somada à construção do shopping JK Iguatemi, inaugurado nesta sexta, 22, fez com que aumentasse o interesse pelo local: “Um dia vai ser vendido, porque a disputa está acirrada, mas nada até agora”.

A casa, que é desde 1998 um dos principais palcos para grandes atrações em São Paulo, tem, segundo afirma Sueli, shows marcados até para o ano que vem, e nenhuma mudança deverá ser feita.

A Via Funchal é uma das opções que a cidade de São Paulo tem para receber nomes como Bob Dylan, R.E.M. e Norah Jones, que já passaram pelo local. Neste ano, os principais shows agendados são da banda Megadeth, em setembro, e do bluesman B.B. King, em outubro.

Fonte: Rolling Stone.

Comentários

Postagens mais visitadas